sexta-feira, 5 de outubro de 2012

QUEM ME DERA


Quem me dera meu sonho de ontem, hoje me fosse realidade!
E na visão do poeta, seria sentimento doce, do jeito que inspira palavras, Eu, seria anjo caído!Entregue a mortalidade e a própria sorte, em nome do amor!
E com toda elegância na escrita este poeta diria, que Eu riscaria o céu, em um só vôo em sua direção, só pelo prazer em tê-la entre meus braços, sentindo o calor do seu corpo colado ao meu, e complementaria há cada beijo seu, mais na terra do que no céu, Eu estaria!
E quem me dera, Eu fosse mesmo este poeta, revelando-te todos os segredos deste meu sonho ontem, eu pudesse na realidade de hoje estupor sua mente, e alcançar o seu espírito, elevando seus pensamentos, ao mais intenso pecado sem te fazer sentir menor remorsos, por se entregar em corpo e alma, aos meus encanto, desta minha natureza cafajeste,e realizando meus desejos!
Quem me dera meu sonho de ontem, hoje me fosse realidade!
E este homem romântico de consciência poética, que é real, pudesse ser mais que fantasia, em sua realidade,e Eu pudesse vencer o tempo ao seu lado, Afastando-te a certeza da morte, teríamos em nossa frágil e terminável vida, toda existência, se fazendo valer cada segundo, do que já vivemos até este instante, como não houvesse um novo amanhã!
Quem me dera meu sonho de ontem, hoje me fosse realidade!
Neste instante seria mais do que apenas um sonho meu, entre tantas fantasias que tenho,e, a cada palavra escrita, inspirado neste sentimento que sinto,seria tudo real!
O Eu fiz tudo ser doce poesia?

Jeferson Silva

2 comentários:

Luciana Grasel disse...

simplesmente lindoooooooo!!!!! Amei!
bjoss

Ana Paula disse...

Nada como ter a imaginação fértil e o dom das palavras!! Muito bom!! Bjoss!!